26 outubro, 2005

Feitiço

Eu gostava de olhar para ti e dizer-te que és uma luz
que me acende a noite, me guia de dia e seduz...
Eu gostava de ser como tu, não ter asas e poder voar,
ter o céu como fundo, ir ao fim do mundo e voltar...
Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço! O que é que me deu para gostar tanto assim de alguém como tu?...
Eu gostava que olhasses para mim e sentisses que sou o teu mar,
mergulhasses sem medo, um olhar em segredo, só para eu te abraçar...
Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço! O que é que me deu para gostar tanto assim de alguém como tu?...
O primeiro impulso é sempre mais justo, é mais verdadeiro...
E o primeiro susto dá voltas e voltas na volta redonda de um beijo profundo...
Eu... Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço! O que é que me deu para gostar tanto assim de alguém como tu?...

André Sardet

4 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
:) disse...

Eu e você,
Não é assim tão complicado, nem é difícil perceber.
Quem de nós dois,
Vais dizer que é impossível o amor acontecer.

E se eu disser que já não sinto nada
Que a estrada sem você é mais segura
Eu sei você vai rir na minha cara,
Eu já conheço o teu sorriso pelo teu olhar.
O teu sorriso é só disfarce, o que eu já nem preciso.

Sinto dizer,
Te amo mesmo, está ruim p’ra disfarçar.
Entre nós dois
Não vale mais nenhum segredo, alem do que já combinamos

Com quantas coisas que a gente disse
Não cabe mais ser somente amigos
E quando eu falo que …
Acaso fica pelo avesso meio na contra-mão
É que eu não esqueci de nada

E cada vez que eu fujo eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim de mais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro

Não é que eu queira reviver nenhum passado
Revirar o sentimento revirado
Mas toda a vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na sua vida

...

(bokaloca)

Anónimo disse...

Eu sei...
Se eu voar, sem saber onde vou...
Se eu andar, sem saber quem sou...
se eu falar, e a voz soar com a manhã
Eu sei...

Se eu beber dessa luz que apaga a noite em mim,
E se um dia eu disser que já não quero estar aqui,
Só Deus sabe o que virá,
Só Deus sabe o que será,
Não há outro que conhece tudo o que acontece em mim!

Se a tristeza é mais profunda que a dor..
Se este dia já não tem sabor...
E no pensar que tudo isto já pensei...
Eu sei...

Se eu beber dessa luz que apaga a noite em mim,
E se um dia eu disser que já não quero estar aqui,
na incerteza de saber o que fazer, o que querer,
Mesmo sem nunca pensar, que um dia vais pensar...
Não há outro que conhece tudo o que acontece em mim...!

by Sara Tavares

suzi disse...

Quando os meus olhos te tocaram
Eu senti que encontrara
A outra metade de mim

Tive medo de acordar
Como se vivesse um sonho
Que não pensei realizar

E a força do desejo
Faz-me chegar perto de ti

Quando eu te falei em amor
Tu sorriste para mim
E o mundo ficou bem melhor
Quando eu te falei em amor
Nós sentimos os dois
Que o amanhã vem depois
E não no fim

Estas linhas que hoje escrevo
São do livro da memória
Do que eu sinto por ti

E tudo o que tu me dás
É parte da história
Que eu ainda não vivi

E a força do desejo
Faz-me chegar perto de ti

Quando eu te falei em amor
Tu sorriste para mim
E o mundo ficou bem melhor
Quando eu te falei em amor
Nós sentimos os dois
Que o amanhã vem depois
E não no fim



Esta música é simplesmente...apaixonante!!

Depois de uma carreira com alguns anos...alguém se lembrou de promover André Sardet e de reconhecer o seu valor merecido!!

Beijinhos

Fica bem!!